ATAQUE PSÍQUICO SERIA TESTE DA HAARP?













"Ataque psíquico" em escola japonesa manda 18 crianças para hospital.

Na última Quarta-feira, ocorreu um fato inusitado em uma escola de meninas, de primeiro grau em Kamigori, província de Hyogo, no Japão. Nada menos  que 18 meninas foram hospitalizadas após terem sofrido, simultaneamente, uma intensa crise de pânico. As meninas começaram a transpirar, sentir tremores e uma enorme sensação de pavor. O evento, que durou cerca de uma hora, começou por volta de 11:45, quando uma das alunas comentou estar com “mau pressentimento”. A partir daí, houve uma espécie de reação em cadeia, que foi se intensificando e atingiu outras 17 meninas. As coisas ficaram ainda mais estranhas quando algumas pessoas  se referiram ao incidente como sendo um ataque psíquico. Por Dana Matthews 
Whoforted Blog.

HAARP e manipulação mental
Existem grandes possibilidades de que o evento ocorrido na escola do Japão possa ser resultado de teste de HAARP* em crianças,  como se fossem cobaias, para auferir a capacidade de controle mental sobre grupos.  São vários os fatos que formam o substrato de possibilidades. Senão, vejamos: Documentos da Força Aérea dos Estados Unidos revelaram a existência de um sistema de manipulação e destruição dos processos mentais humanos por meio da irradiação de freqüência oscilante de rádio (a matéria-prima do HAARP) sobre extensas áreas geográficas. O material mais impressionante sobre essa tecnologia procedia de textos escritos por Zbigniew Brzezinski (conselheiro de Segurança Nacional do presidente Carter) e por J.F. MacDonald (conselheiro científico do presidente Johnson e professor de geofísica na UCLA -Universidade da Califórnia), sobre o uso de transmissões de irradiações de energia em operações de guerra geofísica e ambiental. Os documentos mostraram como esses efeitos podem ser provocados e os efeitos negativos na saúde e no raciocínio humanos. 
As possibilidades da HAARP causar manipulação e destruição mental são muito preocupantes. Mais de 40 páginas  com dúzias de notas de rodapé, relatam o trabalho de professores da Universidade de Harvard, de projetistas militares e cientistas planejando e testando essa utilização da tecnologia eletromagnética. Um dos trabalhos que descrevia essa utilização era proveniente da Cruz Vermelha Internacional de Genebra e fornecia até as variações de freqüência em que esses efeitos poderiam ocorrer - as mesmas variações que o HAARP tem capacidade de irradiar.  O geofísico Gordon J .E. MacDonald - especialista em questões relacionadas à guerra - diz que batidas eletrônicas precisamente ritmadas e artificialmente ativadas poderiam levar a um padrão de oscilações que produz níveis relativamente altos de energia sobre certas regiões da Terra... Dessa maneira, seria possível desenvolver um sistema que prejudicaria seriamente o desempenho cerebral de populações muito grandes em regiões selecionadas em um período prolongado de tempo... Em 1966, MacDonald era membro da Comissão Consultiva Científica da Presidência da República e mais tarde foi membro do Conselho da Qualidade Ambiental da Presidência. Ele publicou trabalhos sobre o uso de tecnologias de controle ambiental para fins militares. O comentário mais importante feito por ele na qualidade de geofísico foi: A chave para as operações de guerra geofísica e a identificação de instabilidades ambientais nas quais a adição de pequena quantidade de energia liberaria quantidades muito maiores de energia." 


MANIPULAÇÃO MENTAL PARA UMA SOCIEDADE CONTROLADA
Já em 1970, Zbigniew Brzezinski previu o surgimento gradual de uma "sociedade mais controlada e orientada," ligada à tecnologia. Essa sociedade seria dominada por um grupo de elite capaz de impressionar os eleitores com um conhecimento científico supostalmente superior. O livro "Angels Don't Play This HAARP"  faz citações de Brzezinski: 

"Liberta das restrições dos valores liberais tradicionais, essa elite não hesitaria, para atingir seus objetivos políticos, em usar as mais recentes técnicas modernas para influenciar o comportamento do público e manter a sociedade sob rígida vigilância e controle. O impulso técnico e científico então se alimentaria da situação que ele mesmo explora." 
Suas previsões se mostraram corretas. Hoje, milhares de cientistas (muitos deles ainda remanescentes da criminosa “Operação Paperclip”* da Alemanha nazista - pesquise o assunto), estão empenhados em produzir novas ferramentas para a elite, especialmente para controle e submissão das massas. As políticas que tornam possível a utilização das ferramentas que já estão prontas. Como os Estados Unidos poderiam ser transformados, pouco a pouco, na tecnosociedade altamente controlada profetizada? Entre os "degraus" que levam a esse estado, Brzezinski previu as crises sociais persistentes e o uso das comunicações de massa para ganhar a confiança do público. Hoje, como se sabe, estão empenhados em “convencer” o mundo de que os microchips subcutâneos são instrumentos úteis e necessários para a segurança e conforto, quando na verdade, se destinam exclusivamente a catalogar e controlar cada ser humano vivente.

O PERIGO VEM DO CÉU
Em um documento elaborado pelo governo, a Força Aérea dos Estados Unidos afirma: "As aplicações potenciais de campos eletromagnéticos artificiais são bem abrangentes, podendo ser usados em muitas situações militares ou semelhantes...Alguns desses usos potenciais incluem lidar com grupos terroristas, controle de multidões, controle de falhas de segurunça em instalações militares e técnicas antipessoais em operações táticas de guerra.. Em todos esses casos os sistemas eletromagnéticos (EM) seriam empregados para produzir perturbação psicológica desde branda até grave ou distorção da percepção ou desorientação. Além disso, a capacidade de os indivíduos exercerem suas funções poderia ser diminuída a tal ponto que eles ficariam inutilizados para combate. 

MU, antena transmissora de HAARP em território japonês, com 1 Megavatt de potência.

Outra vantagem dos sistemas eletromagnéticos é que um único sistema pode proporcionar cobertura sobre grandes áreas. Eles são silenciosos, e pode ser difícil desenvolver contra medidas para combatê-los...Uma última área em que a irradiação eletromagnética pode mostrar certo valor é no aumento das capacidades de indivíduos para fenômenos anômalos." Esses comentários sugerem que já existem casos desenvolvidos em certo grau. O autor do relatório do governo se refere a um documento anterior da Força Aérea sobre os usos da irradiação de rádio-freqüência em simulações de combate. Begich e Manning observam que o HAARP é o maior e mais versátil transmissor de rádio-freqüência do mundo. O Relatório Parlamentar dos Estados Unidos ocupa-se do uso do HAARP para penetração na Terra com sinais lançados da ionosfera mediante “refletores” (pesquise sobre “chemtrail”).
Sinal no céu que identifica  ondas eletromagnéticas - HAARP -  China.

Os impulsos eletromagnéticos  são enviados à ionosfera através das antenas da HAARP que, em contato com as partículas dispersadas pelos chemtrail (que amplificam enormemente a capacidade de reflexão)  por elas são refletidas de volta à superfície da terra, ao ponto alvo desejado, que pode ser uma área geográfica ou um determinado grupo de pessoas. Além de causar perturbação das funções mentais humanas - o sistema já teria sido testado na guerra do Iraque -, causam profundos efeitos em padrões de migração de peixes e animais selvagens que contam com um campo de energia calmo para encontrar suas rotas. Vale lembrar aqui os inúmeros casos de baleias estranhamente encalhadas e mortas em várias praias do mundo em situação de desorientação; Quilômetros de golfinhos enfileirados, como que fugindo de determinada área oceânica; Migrações de aves totalmente fora de época, bem como milhares de mortes; Centenas de milhões de peixes que aparecem mortos, entre outros animais.

SONS ESTRANHOS:  ARMA PSÍQUICA EM TESTES?
Sons estranhos têm sido ouvidos ao redor do mundo todo e aqui no Brasil (São Paulo, Porto Alegre, Curitiba, Londrina e Nordeste brasileiro) nos últimos 10 anos, e têm sido atribuídos à emissão de ondas pelas antenas de HAARP. A intensidade de tais sons é algo de magnitude assustadora e são descritos como uma espécie de trombeta gigantesca ecoando na atmosfera, em espaços de tempo sequenciados. Normalmente duram de 2 a 5 minutos. Assista ao vídeo:


* HAARP: High Frequency Active Auroral Reserach Program - Sabia mais em: 
http://historiaoculta911.blogspot.com.br/2009/12/haarp-o-que-e-e-o-que-pode-causar.html
http://agendaglobal21.wordpress.com/2011/05/06/haarp-a-maior-arma-de-destruicao-em-massa-da-historia/
*OPERAÇÃO PAPERCLIP: Oficialmente chamada de Operação Overcast, a Operação Paperclip foi o nome de código da operação realizada pelo serviço de inteligência militar dos Estados Unidos(CIA) para cooptar e levar aos Estados Unidos cientistas nazistas, que estavam a serviço de Hitler,  especializados em foguetes, eletro-gravitação (Discos Voadores/OVNIs), armas químicas, e medicina da Alemanha. Com o colapso do governo nacional socialista e a derrota de Hitler Segunda Guerra Mundial, esses cientistas (dentre eles Wernher von Braun) e suas famílias foram secretamente levados para os Estados Unidos para transmitir seus conhecimentos àquele país. Nenhum deles tinha qualificação para um visto de entrada nos EUA, pois todos haviam servido a causa nazista durante a Segunda Guerra Mundial e eram considerados criminosos de guerra .

Fontes: http://mirantesul.blogspot.com.br
Share on Google Plus

Sobre Milton Bitbull

Esta é uma breve descrição no blog sobre o autor. Editá-lo, No html e procurar esse texto
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial